A experiência de aprender e educar em um grupo

Educar meus filhos no Modelo Etievan, desde a barriga, me trouxe a experiência viva de educar em comunidade.


Não imaginava que seria assim. Logo no início da gravidez, nos juntamos a outros casais para participar da Escola de Pais dos Centros Etievan, uma experiência que foi fundamental para me apoiar com o nascimento do primeiro filho e, mais tarde, com minha filha.


Ao longo desses anos, dentre as coisas que mais me marcaram, estão os momentos em que pude experimentar o que já havia lido ou ouvido sobre educação em comunidade.

Cada uma das pessoas com quem estávamos se sentia responsável por meus filhos e me ajudava a vê-los melhor, a enxergar suas forças e suas fraquezas e assumiam um olhar atento a eles quando eu não estava em condições de oferecer essa atenção com qualidade, às vezes até sem me dar conta. E, por outro lado, eu também experimentava essa mesma abertura, de estar junto com outras crianças e suas famílias. Trabalhávamos juntos na educação de um grupo.


Nesses encontros, meu filho aprendeu a usar enxada, picareta, carrinho de mão, a manusear facas para preparar alimentos, fez longas caminhadas, enfim, teve a chance de experimentar e descobrir seus próprios limites, não os que eu os impunha sem nem perceber, porque achava que ele era “muito pequeno”.


Outro dia, ele subiu no alto de uma árvore e quando desceu, me disse: “Você viu como fui alto, mãe! É só eu confiar em mim mesmo”. E, eu sei, que não foi ouvindo que ele aprendeu isso, foi vivendo experiências que só um grupo poderia proporcionar.


Texto por: D.N, mãe e coordenadora pedagógica de Ensino Infantil


Atividades relacionadas: Escola de Pais

Cursos de Artes & Ofícios

Oficina Cozinhando Histórias